Image

Vasco bate Fluminense, volta a vencer no Brasileiro e respira

ESPN.com.br

Sob os olhares de Zé Ricardo, Vasco bate Fluminense, volta a vencer no Brasileiro e respira

Depois de cinco rodadas, o Vasco fez as pazes com a vitória no Campeonato Brasileiro. Diante de um embalado Fluminense, o time conseguiu levar a melhor neste sábado por 1 a 0 e saiu de campo no Maracanã com um resultado importante na luta contra o rebaixamento.

RIO DE JANEIRO, BRAZIL – AUGUST 26: Wellington Silva (C) of Fluminense struggles for the ball with Wagner of Vasco da Gama during a match between Fluminense and Vasco da Gama as part of Brasileirao Series A 2017 at Maracana Stadium on August 26, 2017 in Rio de Janeiro, Brazil. (Photo by Buda Mendes/Getty Images)

O gol que definiu o placar saiu ainda no primeiro tempo, aos 31 minutos. Foi quando Ramon arriscou um chute cruzado da entrada da área e viu a bola entrar no ângulo esquerdo de Júlio César, sem chance nenhuma de defesa para o goleiro do Fluminense.

 

Contratado para substituir Milton Mendes no cargo de treinador, Zé Ricardo compareceu ao Maracanã, mas apenas para assistir à partida. O comandante neste sábado foi Valdir Bigode, ex-atacante do time nos anos 1990 e que era auxiliar de Milton Mendes.

 

O Vasco não vencia desde o dia 23 de julho, quando ganhou fora de casa do Atlético-MG por 2 a 1. Desde então, foram dois empates e três derrotas. Com o resultado deste sábado, chegou a 28 pontos na tabela de classificação, cinco a mais do que o São Paulo, primeiro membro dentro da zona de rebaixamento.

 

Curiosamente, foi também em 23 de julho que o Fluminense tinha perdido pela última vez — com o revés para o Corinthians por 1 a 0. Ao voltar a perder depois de cinco rodadas, a equipe comandada por Abel Braga permanece com 30 pontos, em oitavo lugar.

Vasco mais eficiente no primeiro tempo

 

O jogo foi equilibrado e muito concentrado no meio do campo durante os minutos iniciais. A primeira boa chance foi do Vasco, aos 20, com um chute rasteiro de Nenê que Júlio César deu rebote ao defender, mas a zaga conseguiu afastar em seguida.

 

O Fluminense até conseguiu ter a bola nos pés e trocar passes, mas criou muito pouco. Melhor para o Vasco, que abriu o placar com um lance inspirado de Ramon, que bateu cruzado de fora da área e colocou a bola no ângulo, sem a menor chance de defesa para Júlio César.

 

Depois de abrir o placar, o Vasco continuou tendo sucesso nas vezes em que precisou se proteger do rival, evitando a construção de jogadas que ameaçassem Martin Silva. E ainda antes do intervalo, o segundo quase saiu: Nenê cobrou falta no canto inferior, mas Júlio César foi buscar.

 

Chances para ampliar

 

Depois do intervalo, o Vasco voltou para o campo com ritmo ainda melhor. Não faltaram chances para deixar o placar mais elástico. Primeiro com Nenê, que tentou dar um calcanhar na área. A bola desviou em Scarpa e passou raspando a trave.

 

O mesmo Nenê arriscou um chute um pouco mais tarde e viu a finalização passar perto da trave direita. Depois, foi a vez de Paulinho aproveitar o escorregão de Renato Chaves para finalizar rasteiro, mas Júlio César salvou com os pés.

 

Quase o empate

 

A dificuldade para criar do Fluminense ficou ainda mais gritante no segundo tempo. O time errou muitos passes na hora de tentar entrar na hora, sofreu com os desarmes do adversário e abusou de tentativas de bolas erguidas na área, facilitando o trabalho da defesa vascaína.

 

Ainda assim, o empate quase aconteceu nos minutos finais. Em um contra-ataque que ele próprio puxou, Guilherme acabou se desequilibrando na hora de finalizar e bateu para fora.

 

Próximos compromissos

 

As duas equipes voltam a jogar pelo Brasileiro no dia 10 (domingo). O Vasco receberá o Grêmio. Já o Fluminense visitará o Vitória. Antes disso, porém, vai encarar na quarta-feira o Londrina, fora de casa, pela Primeira Liga.

COMENTÁRIOS